Life Transitions currículo em destaque
Life Transitions currículo em destaque

A CONCORRÊNCIA É BRUTAL: SEU CURRÍCULO ESTÁ PREPARADO PARA COMPETIR?

Nos dias de hoje, com o desemprego que existe, qualquer anúncio de vaga recebe em média 4.000 visualizações nas primeiras 24 horas e recebe, no mínimo, 400 candidatos.

Coloque-se, agora, na posição do selecionador.

Ele tem que fazer a triagem de 400 currículos para escolher os 10 ou 12 que serão chamados para uma entrevista.

O profissional que fez o seu currículo, com todo o capricho, imagina que alguém vai ler e analisar em detalhes a sua trajetória. Essa ilusão é falsa!

Se o selecionador gastar 3 minutos para ler cada currículo (e esse é um tempo curto) ele precisará de 1.200 minutos para ler todos os currículos, ou seja, 20 horas de trabalho, o que dá 2 dias e meio, se ele ler o tempo todo, sem parar nem para um cafezinho.

Primeiro: ele não tem todo esse tempo.

Segundo: depois de uns 10 a 20 currículos ele já não lembra mais do primeiro que leu.

Decisão Rápida

O selecionador vai dedicar 6 a 10 segundos com ao currículo para separar os candidatos em dois grupos: os “rejeitados” e “aqueles-cujo- currículo-eu-vou-ler”.

Então, para fazer essa separação, ele define um critério de corte. Por exemplo: se eu procuro um Gerente de Controladoria, vou querer alguém com 35 a 40 anos de idade, com, pelo menos, 5 anos na função, com formação superior e inglês fluente.

É importante constatar que esses critérios não avaliam a qualidade ou a competência do candidato.

Se ele não encontrar facilmente essas informações no currículo, ele o joga na pilha dos rejeitados.

Resultado: Para sobreviver ao corte, o seu currículo deve demonstrar que você é especial e que se destaca na grande massa de candidatos.

Nós vivemos num mundo no qual a comunicação tende a se tornar cada vez mais pictórica, com a intensa utilização de imagens.

Entretanto, o currículo está sujeito a uma tradição rígida que o torna uma comunicação em preto-e-branco sobre uma folha de papel.

Essa prática pasteuriza todos os candidatos, tornando-os indiferenciados na competição.

Nosso objetivo é o de romper com a lógica verbal do futuro empregador e tocá-lo através das emoções, conferindo uma vantagem imediata do profissional sobre outros candidatos.

Ou seja, o seu currículo tem que mostrar que você é especial. Não pode ser igual ao de todo mundo, como o modelo “me too” (eu também). Ele tem que chamar a atenção do selecionador!

Conheça mais em CURRÍCULO CRIATIVO E VENCEDOR

Ewaldo Endler

Sócio da Next Steps e da Lifetransitions. Começou como executive search em 1972 e desde então tem desenvolvido uma larga experiência em várias organizações globais. É Coach em transições profissionais: A Conquista do Emprego, Planejamento de Carreira, A Recolocação Profissional, Preparação para Aposentadoria, Onboarding Executivo, Assessor na elaboração do currículo e em networking.

Deixe um comentário