post lifetransitions jovem talento
jovem talento

JOVENS TALENTOSOS SAINDO EM MASSA

A maior razão para que jovens talentosos demitam-se e se mudem para um novo emprego é o sentimento de que eles não estão aprendendo o suficiente.

Empregadores, muitas vezes, queixam-se de que seus jovens e mais talentosos funcionários deixam o barco rapidamente.

Estudo mais recente, conduzido pela Potencial RH, empresa especializada na seleção de profissionais para níveis médios confirmou que jovens com alto desempenho – exatamente aqueles que a companhia desejaria reter – estão saindo em massa.

Uma amostra de dez processos de seleção, envolvendo um total de 643 profissionais contatados, revelou que somente 2,3% deles declinaram o convite para participar por considerarem que estão bem na empresa atual e que não lhes interessa analisar uma nova oportunidade.

Busca Frequente

O tempo de permanência desses grandes realizadores (profissionais com idade média ao redor de 30 anos, oriundos de escolas de primeira linha e com ótimas credenciais de sucesso) está reduzido a, em média, 28 meses.

Mas, isso ainda não é tudo.

Três quartos deles admitiram ter enviado currículos, contatado empresas de seleção e mantido entrevistas de emprego pelo menos uma vez ao ano enquanto estão no emprego atual.

E 95% deles admitem que regularmente estejam buscando novas oportunidades profissionais.

Aprendizado Constante

Vários estudos demonstram que os jovens de hoje não têm absolutamente nenhuma intenção de permanecer num emprego caso não sintam que estão aprendendo, crescendo e sendo valorizados no trabalho.

Na verdade, a perda de oportunidades de formação e a falta de um mentor são as duas principais causas da demissão dos jovens talentos.

As empresas precisam reconhecer que esses jovens trabalhadores são muito móveis.

Têm que entender que eles não estão interessados no plano geral de carreira da empresa, mas que desejam algo personalizado e claramente articulado.

Ou seja, onde estou, para onde estão me projetando e qual o caminho seguirei.

Com as suas habilidades no uso das mídias sociais e fácil acesso a anúncios e oportunidades de emprego, ele não têm que trabalhar duro para encontrar novas oportunidades.

Às vezes, mudar de emprego é uma questão de dinheiro, às vezes é porque o trabalho não é o que eles imaginavam.

Mais comumente, entretanto, é porque não estão recebendo o mentoring, o coaching e o treinamento que desejam.

O que os jovens esperam do trabalho hoje em dia é a oportunidade de desenvolver novas habilidades e de se preparar para crescer.

E seria de grande sabedoria parte da empresa criar um ambiente no qual a aprendizagem e o ganho de novas experiências sejam priorizadas.

Ewaldo Endler

Sócio da Next Steps e da Lifetransitions. Começou como executive search em 1972 e desde então tem desenvolvido uma larga experiência em várias organizações globais. É Coach em transições profissionais: A Conquista do Emprego, Planejamento de Carreira, A Recolocação Profissional, Preparação para Aposentadoria, Onboarding Executivo, Assessor na elaboração do currículo e em networking.

Deixe um comentário